segunda-feira, 21 de julho de 2014

Resenha: A Batalha do Apocalipse

A BATALHA DO APOCALIPSE


Título: A batalha do apocalipse
Subtítulo: Da que dos anjos ao crepúsculo do mundo
Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus
Páginas: 569
Lançamento: 2012
Assunto: Fantasia

Sinopse:
Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heróicas, magia, romance e suspense.

Resenha: 
    A milhares de anos atrás, em um plano diferente do nosso, houve uma guerra entre os anjos onde eles se dividiram, e cada um seguiu sua crença. Lúcifer foi expulso, assim com Ablon e tantos outros.
    Lúcifer, a estrela da manhã, fundou seu próprio reino, o Inferno. Miguel e Gabriel são irmãos, mas como o arcanjo Gabriel não concorda com as idéias de seu irmão , eles entram em conflito e cada um segue o seu rumo em um plano etéreo diferente.
    Os anjos foram expulsos do céu, e seguiram suas vida na Haled, fugindo e se escondendo. Foram perseguidos e muitos deles foram mortos pelos anjos que permaneciam ainda no plano etéreo. Onde os que foram expulso ficaram sendo inimigos mortais.
    A história desenrola em cima do anjo renegado Ablon, Conta todas as suas aventuras, perseguições e sua paixão pela feiticeira de En-Dor, a Shamira.
    Ablon passa milhares de anos no plano físico adquirindo experiência para o tão esperado Armagedon. 
    Nos dias atuais as trombetas começam a tocar e os céus e o inferno começam a se preparar para o sétimo dia, o dia do juízo final.
    Este é um livro que fica longe de ser um dos meus favoritos, até porque não me fez prender totalmente a leitura. Sim existe partes no enredo do autor que você não para de ler, até chegar ao final da aventura, mas o início do livro foi muito complicado de entender. Adorei sim a parte que Ablon e Shamira se aventuram juntos, e o final do livro me deixou muito curiosa. Pena que foi muito difícil me fixar no livro. Achei muito cansativo a leitura.

Um comentário:

  1. Eu não achei ruim, mas a narrativa não prende e alguns flash back são bastante longos. Outra coisa que me incomodou foi o autor seguir muito "O monomito". Seus personagens são muito "muitos". Sei que não são personagens 'normais', porém são muito fora da realidade. É difícil se identificar com eles.

    ResponderExcluir

A Blogueira

A Blogueira
Sou Gabriela Sumariva, 24 anos, cabeleireira, tenho um sonho de conhecer o mundo, e meu mundo está nos livros, neles eu viajo em toda parte, em todas as galáxias onde nem o homem pode chegar!

Seguidores

Nacional

Nacional

Eu Apoio!

Movimento Literatura Nacional Eu Apoio!

Skoob

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguir por e-mail

Promoção

Promoção
Sorteio de Natal Literário

Popular Posts

Banner do Blog


Siga-nos no Facebook