segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Resenha: A Culpa é das Estrelas

Título: A Culpa é das Estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 286
Lançamento: 2012
Gênero: Romance, Drama


Sinopse:
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.





Resenha: 
   Hazel Grace é uma adolescente de 16 anos que sofre com um câncer de tireoide desde os 13 anos, que veio a se alastrar para seus pulmões, é uma garota que gosta de ler, principalmente "Uma Aflição Imperial", e que vive enfornada dentro de sua casa, quando sua mãe percebe que ela está deprimida pede que ela comece a frequentar o grupo de apoio para adolescentes e crianças com câncer, até mesmo para ela fazer novas amizades.
   Quando está quase desistindo de continuar frequentando, ela conhece um garoto que foi a reunião com o seu amigo, o Isaac, e lá eles começam uma amizade. Ele se chama Augustos Waters.
   Augustos teve sua perna amputada em decorrência a um osteosarcoma aos 16 anos, mas já estava a meses sem nenhum indício. 
   Eles se apaixonam e encontram algumas coisas em comum, como a leitura por exemplo, trocam livros e Augustos também se apaixona por "Uma Aflição Imperial", mas eles precisam de respostas para o tal livro.
   É quando eles vão atrás dessas respostas em Amsterdã. Descobrem que alguns infinitos são maiores que outros, e que existem uma quantia infinita entre 0 e 1, e que as bolinhas de champanhe são como estrelas.
   Em Amsterdã eles começam a viver uma história de amor, e terão que vencer barreiras, e lutar contra o câncer. 
   Neste ponto a história tem uma reviravolta impressionante, é um livro que não fala apenas de crianças com câncer, mas fala do primeiro amor de um adolescente, de como devemos aprender a conviver com a dor, pois ela sempre estará lá, de uma forma ou de outra temos que aprender a conviver com ela.
   Hazel descobre que precisa se deixar ser amada, não apenas pelos seus pais, mais que pode sim viver um grande amor mesmo estando doente. Ela sabe que morrerá, acha que é uma granada e que quando isso acontecer irá respingar em outras pessoas ao seu redor, porém Augustos é diferente, seu único medo é de um dia ser esquecido.
   Eles sabem que a morte chegará, e que não há nada que eles possam fazer a respeito, nada além de viver cada dia como se fossem seu melhor dia.

Boas Leituras meus amigos, fiquem com Deus e até a próxima

6 comentários:

  1. Eu amei esse livro, mas me desapontei um pouco com os outros do Jonh Green. Só consegui ver o filme ontem e chorei da mesma forma que no livro, hsaiuashiusahsaias

    Abraços, Thamara
    www.thamaralaila.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito desse livro, acho a história fantástica. Mas, esse não é o meu favorito do John Green. Não simpatizei muito com a Hazel mas adorei o Gus e o Isaac, adoro o humor sarcástico que o Green mantém em seus livros.
    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Li o livro e adorei! Mas ainda preciso assistir o filme, dizem que é lindo também! Abraços.

    ResponderExcluir
  4. esse livro é maravilhoso, to terminando a minha resenha também kkk :D
    http://michelleleticiafernandes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. MEU LIVRO DE TODA A MINHA VIDA! Melhor enredo, história, personagens, melhor autor e escritor!
    Amo/Sou ACEDE fanática!

    Beijos, Raphaella.
    www.raphaellacomph.com

    ResponderExcluir
  6. Olá :) Ótima resenha! :D Gostei muito desse livro, me passou importantes ensinamentos, no começo da leitura eu não simpatizei muito com a Hazel, pois achava ela meio chatinha e depre, é claro que eu entendia, era devido a doença. :( Mas depois eu comecei a gostar dela, sempre gostei muito do Gus <3 Amo ele *-* :') O final desse livro foi muito triste para mim e de certa forma surpreendente. A leitura do livro ficou ainda melhor depois e durante a viajem do casal para Amsterdã, pois lá teve partes românticas <3 *-* Beijos!!!
    http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

A Blogueira

A Blogueira
Sou Gabriela Sumariva, 24 anos, cabeleireira, tenho um sonho de conhecer o mundo, e meu mundo está nos livros, neles eu viajo em toda parte, em todas as galáxias onde nem o homem pode chegar!

Seguidores

Nacional

Nacional

Eu Apoio!

Movimento Literatura Nacional Eu Apoio!

Skoob

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguir por e-mail

Promoção

Promoção
Sorteio de Natal Literário

Popular Posts

Banner do Blog


Siga-nos no Facebook